Óleo sobrenadante: como e porque eliminar

Na mecânica, a usinagem é um dos processos mais importantes utilizados na indústria, e neste processo podemos nos deparar com a situação do óleo sobrenadante. Por isso, hoje, para manter uma boa manutenção periódica, é muito importante a utilização do Comando Numérico Computacional, que já mencionamos aqui em nosso site, assim como um bom equilíbrio dos óleos sobrenadantes que utilizamos em nosso dia a dia.

Quando um equipamento de usinagem começa a ter “sintomas” como: mal cheiro após terminar o seu funcionamento operante, assim, temos um sinal de problemas. Quando mal utilizados, os chamados fluidos de corte passam a ser um dos maiores males da indústria, pois este é um sinal de que a máquina está contaminada, sendo necessário fazer uma análise do equipamento e dos possíveis gastos que este irá gerar.

Por isso, vamos hoje lhe mostrar o porquê de termos de elimina quaisquer óleos sobrenadantes sobressalentes e como o uso de bactericidas pode ser extremamente útil no ramo da usinagem.

O que é Óleo Sobrenadante

O chamado sobrenadante é o óleo sobressalente que fico sobre a superfície da água, quando a mesma passa por um procedimento cujas as substâncias necessitam de separação numa de suas etapas. Entretanto, Esse óleo “avulso” pode ainda ser recuperado antes de descartarmos a água utilizada, durante uma operação.

Como saber que seu lubrificante está contaminado

O óleo sobrenadante é muito comum e, por isso, alguns de seus sintomas costumam serem fáceis de detectar. Como já dissemos acima, o mau cheiro é um dos principais sintomas apresentados, pois indicam a presença de bactérias. Outro sintoma é o excesso do chamado óleo integral.

O excesso de fluidos, sejam hidráulicos ou de barramento, vai para reservatório da máquina, impedindo a total oxigenação da solução, transformando-se num lugar perfeito para a proliferação de bactérias. E, nestes casos, as bactérias começam a se decompor, danificando totalmente o equipamento e maquinários.

A melhor maneira de evitar a contaminação por óleo sobrenadante

Primordialmente, uma das melhores formas de diminuir as probabilidades de uma infestação de bactérias em seus equipamentos, é através da manutenção periódica. Caso você não for especialista, é mais indicado que se oriente um setor ou uma pessoa qualificada e responsável pela manutenção de seu material. Assim, será possível sempre manter o controle de seu equipamento, pois o fluido de corte necessita de revisão, deposição, equilíbrio de pH e uma adequada limpeza para seu funcionamento.

É sempre bom lembrar que as peças de usinagem requerem toda a atenção. Assim, peças com ferrugem, fluido de corte em grande escala, resíduo de graxa, são demais agravantes para a proliferação de bactérias. Mantenha-se atento.

Desse modo, pode-se diminuir todos os riscos causado pelo óleo sobrenadante, aumentando o desempenho de suas máquinas, sua vida útil e ferramentas de corte de qualidade e longanimidade.

Demais recomendações para evitar o óleo sobrenadante

  • Retirar os resíduos;
  • Limpar reservatórios, reservar materiais exclusivos para prevenir problemas futuros;
  • Limpeza periódica;
  • Limpeza após utilização;
  • Remoção de cavacos.

Primeiramente, é importante salientarmos a necessidade da utilização de fluidos bactericidas, que podem prevenir a contaminação de suas máquinas. Desse modo, você será capaz de prevenir-se e terá melhor qualidade na usinagem.

Conheça alguns dos principais processos que evitam a contaminação de seu equipamento, dessa forma, o óleo sobrenadante.

Remoção de óleo sobrenadante

Usinagem e conformação

Processo mecânico onde se obtém peças através da compressão de metais sólidos em moldes, dessa maneira, utilizando a deformação plástica da matériaprima para o preenchimento das cavidades dos moldes.

O processo pode ou não ser executado com o aquecimento da matéria-prima, para facilitar o processo ou para modificar das características mecânicas da peça.

Com a conformação a quente pode-se conformar peças com menos gasto de energia ( mais produtividade ) e não tornando necessário um tratamento térmico, pois a conformação a quente a feita com temperaturas acima do ponto critico do diagrama ferro-carbono, logo a essa temperatura a estrutura se recristaliza simultaneamente com deformação sofrida.

Graxas especiais

São produtos produzidos para garantir alta performance e têm conquistado um espaço cada vez maior no mercado. São chamadas de especiais, pois garantem resultados superiores se comparadas às comuns. Veja também o que são graxas de alta temperaturas.

Lubrificantes industriais

São substâncias que, quando aplicada entre duas superfícies – uma fixa e uma móvel ou duas superfícies móveis. Este ,é capaz de formar uma película protetora. Assim, essa camada tem a função de reduzir o atrito entre as superfícies em contato.

Desengraxantes

Desengordurantes são compostos químicos e formulações essenciais a muitos processos industriais, como um prelúdio ao acabamento de superfície ou a componentes de proteção ou revestimento, nos processos genericamente chamados de desengraxe. Galvanoplastia é particularmente sensível a limpeza das peças, dado que as camadas moleculares de óleos, graxas e gorduras (como as das mãos dos operários) podem evitar aderência do revestimento.

Leia também: Operações utilizadas na usinagem



Deixe uma resposta