Operações utilizadas na usinagem e suas variações

Entendemos como operações utilizadas na usinagem, aquelas que, ao combinar, conferir, dimensionar e dar acabamento as peças dão uma porção de material a mesma. Ou seja, é operação que dá forma aos materiais utilizados para um objetivo, transformando uma forma irregular em uma regular. Além disso, podemos caracterizar as operações como um mecanismo de formação de fenômenos, tais como os recalques, formações periódicas, arestas postiças de corte e etc.

A seguir, Algumas das principais operações utilizadas na usinagem, por exemplo:

·        Furação

·        Serramento

·        Torneamento

·        Aplainamento

·        Alargamento

·        Ebaixamento

·        Limagem

·        Rosqueteamento

 

Operações utilizadas na usinagem – Furação

Essa operação de usinagem é destinada apenas para obter o furo (usualmente cilíndrico) em uma peça. Desse modo, através de uma peça principal, multicortante, paralela ao eixo e retilínea. Além disso, nesse procedimento de furação do cilindro existe um tipo, chamado Furação em cheio, onde é totalmente removido o material na forma de cavaco, compreendido no volume do produto final. Dessa forma, é necessário efetuar furos em grande escala e profundidade, utilizando algumas ferramentas especiais destinadas essa operação.

Ainda no procedimento de Furação, podemos encontrar o Escareamento. Esta operação necessita de um furo também cilíndrico, porém, a peça desejada tem de já estar pré-furada para que se obtenha a peça final. Além disso, temos ainda a furação Escalonada, onde o procedimento é feito para obter um furo com mais de dois diâmetros juntos.

Na operação de furação, encontramos também as centrais, chamadas de Furação de Centros. Desse modo, este procedimento é feito para obter furo no centro da peça. Por isso, é diferente do Furo de Trepanação, que é destinado apenas a uma parte do material no volume do furo final. Ou seja, neste procedimento, o núcleo maciço permanece intacto.

Operações utilizadas na usinagem – Serramento

Esse procedimento de usinagem é destinado ao recorte de peças de pequenas espessuras, com o auxílio de ferramentas multicortantes. Por isso, nessa operação, a ferramenta se desloca de forma a se deslocar juntamente com a peça, de forma retilínea.

Além disso, há ainda o Serramento circular, indo a ferramenta gira ao redor de seu próprio eixo, deslocando a si mesma ou peça no qual se destina o corte.

Operações utilizadas na usinagem – Torneamento

Esse processo mecânico está destinado à obtenção de planícies de revolução, com a ajuda de ferramentas monocortantes. Ou seja, para que isso ocorra, é necessário que haja uma peça girando em torno do eixo principal da máquina, deslocando assim, ao mesmo tempo, a uma trajetória deste mesmo eixo.

Essa trajetória, por sua vez, deve ser curvilínea ou até retilíneo. Este último, de possuir uma trajetória também retilínea se deslocando como um torneamento do tipo cilíndrico, onde a deslocação é conforme o eixo principal da máquina e paralelo com o mesmo.

Além do cilíndrico, temos também o torneamento radial e esse, visa obter uma superfície mais plana. Além disso, temos também os torneamentos de acabamento e desbaste, que visão obter dimensões finais e superficiais na usinagem.

Operações utilizadas na usinagem – Aplainamento

O aplainamento é uma das operações utilizadas na usinagem, destinada à obtenção de algumas superfícies retilíneas, geradas pelas ferramentas ou da própria peça a ser formada. Os modos de se operar por aplainamento podem ser obtidos horizontalmente ou verticalmente, com a finalidade de se obter um acabamento mais retilíneo.

As ferramentas utilizadas para aplainar, são normalmente forjadas em Aço Rápido ou Metal Duro. Além disso, esse tipo de operação costuma ser mais barato por sua ferramenta utilizar apenas um gume para corte. O comprimento deste corte costuma ser ajustado pelo deslocamento do pino preso na engrenagem de transmissão.

Operações utilizadas na usinagem – Alargamento

Já o Alargamento é uma operação de usinagem destinada a acabamentos tanto de cilindros como também peças cônicas. Assim, com auxilio de ferramenta multicortante, o alargamento dá-se em um equipamento onde sua ferramenta principal gira, juntamente com a peça, se deslocando numa trajetória retilínea, paralela ao eixo de rotação, alargando assim, a peça.

Ainda na operação de alargamento, podemos desvencilhar um pequeno modo de processo. O chamado Alargamento por Desbaste. Ao passo que é um procedimento destinado ao corte de paredes de furo cilíndrico ou cônico. E além disso, temos ainda o Alargamento de Acabamento, que se destina em um procedimento de finalização da peça.

Equipamento para operações utilizadas na usinagem

Rebaixamento

O único destino desta operação na usinagem é a obtenção de uma forma, seja ela qual for, numa das extremidades do furo. Dessa forma, a peça e/ou a ferramenta giram de forma retilínea ao eixo da peça, se deslocando do mesmo modo.

Limagem

Com um movimento contínuo, firme ou até mesmo alternativo, pode-se se obter um bom acabamento com o auxílio de ferramentas multicortantes. Primeiramente, a limagem, transforma a superfície de sua peça naquilo que você bem desejar, seja uma reparação, algum ajuste diverso, confecção de gabaritos, matrizes, lâminas, chavetas ou guias.

Rosqueteamento

O Rosqueamento é um dos processos mais complexos da usinagem. De fato, deve-se ajustar inúmeros fatores, para que esta operação dê certo, dentre elas, o diâmetro (maior ou menor), o passo da rosca e seu ângulo. Assim, se utilizadas as formas padronizadas, é necessário a utilização de ferramentas monocortantes para ajustar as superfícies das peças.

Veja também: Usinagem de alumínio



Deixe uma resposta